Início do Conteúdo

Em função da greve dos caminhoneiros, o Hospital de Clínicas de Porto Alegre está enfrentando alguns problemas de desabastecimento. Das 120 entregas que costumam acontecer diariamente, apenas três ocorreram nesta quinta-feira, dia 24. Um dos principais problemas é a falta de fornecimento de alimentos perecíveis (leite, carnes, pães, frutas e verduras). Em função disso, a partir de amanhã, 25, haverá mudanças no cardápio das refeições servidas à comunidade no Refeitório, com redução de alguns itens. Esta medida é indispensável para que seja possível manter a alimentação prescrita aos pacientes com o mínimo de alterações.

Estima-se que os estoques existentes permitam a manutenção deste esquema de contingência até o próximo domingo. Se até esta data o problema persistir, a partir de segunda-feira o Refeitório precisará ser fechado.
O HCPA também está enfrentando sérios problemas no fornecimento de oxigênio, item que tem seu consumo aumentado nas épocas de frio, em função da alta prevalência das doenças respiratórias. Os estoques existentes devem durar até sábado e novas entregas não estão ocorrendo, já que o fornecedor está situado em Guaíba. O hospital está negociando, com apoio dos gabinetes de crise dos governos estadual e municipal, a possibilidade de escolta para que o produto chegue até a instituição.

A Direção enfatiza que está lançando mão de todas estratégias para que o hospital siga funcionando normalmente, sem repercussão na assistência aos pacientes. No entanto, se o problema persistir, deverá ser analisada a possibilidade de reagendar procedimentos eletivos (sem urgência).